Facebook Instagram

OPINIÃO: A Tempestade começou?

A gala deste domingo foi épica. Irreverente. Emotiva. E, talvez até sensacionalista.

Fonte: Fábio Belo
26 set, 11:05

A gala começou com a expulsão, que ditou o fim jogo para a Ana. Esta expulsão não foi surpreendente, uma vez que nortenha não trazia qualquer dinâmica para a casa mais vigiada do país. E, já sabemos que o público não gosto de plantas. O público quer jogadores ativos. A seguir à expulsão houve nomeações, e uma votação relâmpago. Afinal foi noite de dupla expulsão. A segunda saída recaiu sobre o Daniel. Por ironia do destino, ou não, entraram juntos e saíram juntos. É caso para dizer como matar dois coelhos de uma cajadada só. Gostaria que o Daniel ficasse na casa, para ver a dinâmica enquanto jogador sem a Ana.

A curva da vida dos concorrentes é sempre um momento de grande emoção, e de grande coragem. O Miro deu a conhecer ao país uma história dura, com uma vida difícil. Mas no fim, o amor salva. A curva da vida da Diana foi um verdadeiro murro no estômago. Uma verdadeira lição de vida.

O Miguel voltou a ser estrela na noite. Mas será um dos preferidos do público? Faz-se de vítima? Ou será que tem a sorte de os colegas o levarem ao colo até à final? O Miguel, na minha visão do jogo, é um dos melhores concorrentes desta edição. Esta semana é líder, e teve o poder de atribuir uma nomeação direta. Adivinhem que foi o escolhido? O Ricardo. A vingança é um prato que se serve frio.

A Mafalda e o Diogo tiveram de enfrentar três dilemas. Entre garfos e colheres, ginásio ou máquina de levar a louça, a escolha entre tabaco ou café vai desencadear uma forte trovoada durante esta semana. Já estou a imaginar a falta de nicotina e levá-los á loucura.

A tempestade terá começado? Ou começou a ganhar força?

RELACIONADOS
Mais Lidas