Facebook Instagram

Comissões bancárias: Sabe quanto está a pagar?

As comissões de uma ou várias contas bancárias podem pesar no seu orçamento anual. Saiba quanto está a pagar através do extrato das comissões bancárias.

Doutor Finanças
11 jun, 15:28
Multibanco
Multibanco
Foto: Ali Mkumbwa, Unplash

Atualmente, são poucos os bancos que têm contas bancárias totalmente isentas de comissões. Por isso, se está a pensar abrir uma nova conta, é importante que consulte o preçário e veja qual é o banco mais vantajoso, de acordo com os seus objetivos.

Caso já tenha uma ou mais contas bancárias abertas, pode não estar ciente do peso que as comissões bancárias têm no seu orçamento. Logo, o pior que pode fazer é ignorar esta despesa, pois desta forma não consegue comparar valores e ver se existem melhores soluções no mercado.

Uma forma de ter acesso ao valor que está a pagar anualmente é através do extrato das comissões bancárias enviado em janeiro de cada ano (referente ao ano anterior).

Neste artigo, fique a saber como funciona o extrato de comissões bancárias e se é possível comparar as várias comissões cobradas em cada banco.

O que é o extrato de comissões bancárias e como posso consultar?

Há alguns anos que os bancos são obrigados a enviar aos seus clientes com contas de depósito à ordem o extrato das comissões bancárias cobradas no ano anterior. No entanto, alguns clientes podem não estar atentos e não reparar neste envio.

Em termos legais, o extrato tem de ser disponibilizado no mês de janeiro e pode ser enviado por email ou correio. No entanto, saiba que pode consultar este documento a qualquer altura na app ou no homebanking da sua entidade bancária. Além disso, o seu banco tem o dever de avisar quando este está disponível e como pode consultar o documento.

Mas na prática, que informações são disponibilizadas no extrato de comissões bancárias?

Pode encontrar no seu extrato informações relativas:

  • Ao valor total das comissões cobradas para todos os serviços prestados durante o ano anterior;
  • À comissão cobrada por cada serviço e o número de vezes em que foi utilizado;
  • À taxa de juro aplicada à facilidade de descoberto (quando aplicável) ou no caso de ultrapassagens de crédito, e a totalidade dos juros cobrados;
  • E à taxa de juro remuneratória quando é aplicada à conta à ordem, bem como o valor total dos juros auferidos.

Ao olhar para estes dados, consegue identificar quanto é que está a pagar de comissões e juros associados à sua conta bancária.

Quer reduzir as suas comissões bancárias? Use o comparador do Banco de Portugal

Se só agora parou para analisar quanto paga de comissões bancárias, pode ter sido surpreendido por um valor mais elevado do que esperava. Logo, é normal que depois de olhar para o extrato, queira reduzir este encargo o mais breve possível. Mas, não se precipite ao mudar as suas contas bancárias para outro banco.

Antes de dar este passo, deve comparar as comissões bancárias cobradas por outras entidades. E para o ajudar nesta missão, saiba que o Banco de Portugal pode ajudá-lo a poupar com o seu comparador de comissões.

Existem duas hipóteses para fazer esta análise: comparar por instituição ou por serviço.

Quando opta por comparar por instituição, tem a possibilidade de escolher de uma a três entidades. Assim, fica a saber os custos de todas as comissões bancárias cobradas nessas instituições.

Se preferir, pode fazer a análise por serviço. Esta permite comparar o custo de uma operação em particular nos vários bancos. Ou seja, pode saber quanto é que cada banco cobra pela manutenção de conta, pela disponibilização de cartões de débito ou de crédito, transferências, levantamento de numerário ou até a aquisição de cheques.

Nota: Estas informações são disponibilizadas pelos próprios bancos e atualizadas diariamente.

Compare as comissões bancárias através dos preçários disponibilizados nos folhetos

Por último, o Banco de Portugal tem uma área onde pode consultar e comparar os folhetos de comissões e despesas dos preçários das instituições de crédito em Portugal.

Ou seja, é possível encontrar informações sobre os encargos cobrados pelas instituições financeiras em todos os produtos e serviços que comercializam.

Além disso, também está ao dispor a consulta do histórico dos preçários de cada instituição desde janeiro de 2017.

Ao olhar para os preçários, pode identificar os valores máximos e o valor indicativo das principais despesas cobradas por cada instituição de crédito.

Concluindo, analise bem as comissões bancárias cobradas em cada entidade e compare os seus valores. Assim, se decidir mudar, tem a certeza de que a sua escolha foi ponderada e analisada com base em informações oficiais e atualizadas.

RELACIONADOS
Mais Lidas