Facebook Instagram

EUA: Athena foi morta aos 7 anos pelo estafeta que lhe trouxe presente de Natal

“Fui impedida de vê-la crescer, por um homem em quem todos deveriam confiar para cumprir apenas uma tarefa simples"

9 dez 2022, 11:50

Um motorista da empresa de entregas FedEx admitiu ter sequestrado e matado Athena Strand, uma menina de sete anos que vivia no Texas, Estados Unidos, depois de ter entregue a encomenda que seria o presente de Natal da criança, como explicou a mãe, Maitlyn Gandy.

Em conferência de imprensa, a mãe de Athena falou da tragédia que se abateu na sua casa, discursando à imprensa num palanque onde estava pendurada a  encomenda – uma caixa de bonecas Barbie – que seria o presente da menina. 

“Fui impedida de vê-la crescer, por um homem em quem todos deveriam confiar para cumprir apenas uma tarefa simples – entregar um presente de Natal e ir embora”, disse a mãe, entre lágrimas. 

De acordo com a CNN, Athena desapareceu da garagem de sua casa em Wise County, no Texas, a 30 de novembro. A mãe deu a filha como desaparecida e as buscas na região viriam a ter um desfecho infeliz: o corpo de Athena foi encontrado na noite de sexta-feira. As autoridades acreditam que a criança foi morta uma hora depois do sequestro, sendo que, de acordo com o The Independent, o motorista admitiu ter sido por estrangulamento.

O homem, Tanner Lynn Horner, de 31 anos, está detido na prisão de Wise County por homicídio e sequestro. O suspeito disse aos investigadores que atropelou acidentalmente a menina com a carrinha da empresa e, embora ela não estivesse em estado grave, entrou em pânico e colocou-a dentro da carrinha antes de matá-la. 

Imagens de videovigilância mostraram a criança dentro da carrinha a falar com o motorista e foi o interrogatório a este homem que acabou por conduzir à localização do cadáver. 

A FedEx já reagiu ao caso: “As palavras não podem descrever o nosso choque e tristeza com os relatos sobre este acontecimento trágico. Em primeiro lugar, os nossos pensamentos estão com a família durante este momento difícil e continuamos a cooperar com as autoridades responsáveis pela investigação”.

A mãe, na conferência de imprensa, agradeceu a toda a comunidade o apoio e demonstração de amor que tem sentido nas várias homenagens e mensagens. 

RELACIONADOS
Mais Lidas