Facebook Instagram

Esta cidade portuguesa vai ter 'comboios' pedonais e de bicicleta para levar as crianças à escola

As crianças vão ter oportunidade de caminhar ou pedalar para a escola em maior segurança

Agência Lusa
20 out 2023, 12:33
bicicleta
bicicleta

A Associação pela Mobilidade Urbana em Bicicleta Ciclaveiro lançou um programa para promover as deslocações para a escola a pé ou de bicicleta, através de 'comboios' organizados de alunos, foi hoje divulgado.

O “PéPedal” tem como entidade parceira o Agrupamento de Escolas de Aveiro (AEA) e como objetivo reduzir o número de crianças que chegam diariamente “sentadas no carro até ao portão da escola”.

De acordo com uma nota de imprensa, a iniciativa vai decorrer em quatro escolas: Centro Escolar das Barrocas, Centro Escolar de Santiago, Escola Básica da Glória e Escola Básica da Vera Cruz.

Através de 'comboios' organizados de alunos, por trajetos definidos conforme a sua área de residência, as crianças vão ter oportunidade de caminhar ou pedalar para a escola em maior segurança.

Será uma oportunidade para “conhecer os percursos casa-escola, conviver com vizinhos e amigos, desenvolvendo competências físico-motoras, sensoriais e sociais”, salienta a organização.

Os 'comboios' escolares "PéPedal", organizados com o apoio e coordenação das associações de pais de cada uma das escolas, dão acesso ao passe escolar "PéPedal" para apanhar um dos 'comboios' a pé ou de bicicleta.

Esses passes, atribuídos às crianças aderentes, darão acesso a um conjunto de benefícios com entidades locais parceiras, consoante o número de viagens que fizerem no 'comboio'.

Ao longo do ano, as crianças serão acompanhadas pelo consultório médico "PéPedal", dinamizado por uma equipa de médicos, enfermeiros e fisioterapeutas, com consultas de avaliação. 

Através do programa, os alunos poderão aprender a andar de bicicleta ou melhorar a prática, através do programa “Desporto Escolar Sobre Rodas”, ou na Academia Mini Rodas da Ciclaveiro.

A Ciclaveiro e o AEA, “cientes dos graves problemas que a inatividade física provoca no desenvolvimento saudável”, salientam “a necessidade de reduzir o sedentarismo, em particular o infantil”.

Mais Lidas