Facebook Instagram

Das abelhas às alforrecas: Saiba como tratar estas picadas

11 mai 2023, 16:48

De acordo com artigo da DECO, os maiores problemas surgem quando o veneno entra na corrente sanguínea, provocando vómitos, diarreia e, por vezes, crises asmáticas.

Nestes casos, deve procurar ajuda médica imediatamente. Em Portugal, os ataques mais frequentes são de abelhas, vespas, lacraus (espécie de pequenos escorpiões), alforrecas, peixes-aranha e serpentes, entre outros. Percorra a galeria para saber os conselhos da Defesa do Consumidor (DECO).

Para prevenir picadas de insetos ou de outros animais:

• Não se aproxime de ninhos de vespas e de abelhas. Estes encontram-se, geralmente, no interior de troncos de árvores ocos ou entre molhos de lenha;

• Não enxote os insetos com gestos violentos;

• No verão, evite comer frutos ao ar livre ou consumir bebidas açucaradas;

• Não ande de pés descalços na relva e não se deite diretamente nela;

• À noite, não esteja muito perto de uma fonte de luz.

Para prevenir reações graves, pessoas com alergias conhecidas devem levar para a praia ou passeios no campo uma caneta de adrenalina, prescrita pelo médico assistente. Em caso de dúvida, pode contactar-se o Centro de Informação Antivenenos (800 250 250).

Mais Lidas