Facebook Instagram

Kathleen Turner: 'sex symbol' dos anos 80 está completamente diferente

24 jan, 10:27

O thriller erótico ‘Body Heat’ (Noites Escaldantes) fez dela uma estrela nos anos 80 e, além de uma atriz marcante, passou a ser também uma das ‘sex symbol’ daquela década. Seguiram-se vários êxitos de bilheteira.

Alguns dos papéis mais memoráveis da atriz foram ao lado de Michael Douglas no filme “Em Busca da Esmeralda Perdida” e “A Joia do Nilo”, duas longas-metragem de aventura, e em ““A Guerra das Rosas”, uma comédia negra. Foi ainda voz de Jessica Rabbit.

Os fãs da série Friends recordam a atriz pelo seu papel de pai de Chandler, Charles, que vestia a pele da ‘drag queen’ Helena Handbasket. A cocriadora da série, Marta Kauffman, admitiu no ano passado que a personagem era transexual e que se arrepende de, naquela época, ser sempre tratado como “ele” e “o pai”. Por sua vez, Kathleen Turner disse ao The Guardian que, na altura, não tinha noção de que estaria a tomar o papel de alguém e nunca foi considerado contratar uma mulher transexual ou ‘drag queen’ para o papel.

Aos 68 anos, a atriz está de volta no papel da lobista política Dita Beard, na série White House Plumbers, da HBO.

Mais Lidas