Facebook Instagram

Esta microalga à venda em Portugal tem mais proteína do que a carne

É uma pequena bomba nutricional e, por isso, é vendida como um superalimento

Andreia Vital
9 jul, 17:26
Spirulina
Spirulina
Microalga em pó, verde escuro, considerada um superalimento

Uma alga microscópica de cor azul-esverdeada pode ter tanto impacto na nossa saúde? Sim. Chama-se spirulina, tem vindo a ganhar popularidade em Portugal como um suplemento alimentar de elevado valor nutricional e é, de facto, uma espécie de ouro na nossa alimentação.

Esta alga unicelular, em forma de espiral, tem sido consumida há milhares de anos por povos indígenas do México e África, e hoje é valorizada nas sociedades modernas pela sua elevada concentração de proteína e outros nutrientes essenciais, como se pode ler no site da marca Celeiro, que comercializa esta microalga.

A spirulina é particularmente interessante para vegetarianos e vegans, devido ao seu conteúdo proteico significativo, que atinge cerca de 57g por 100g de spirulina seca. Comparativamente, a carne de vaca tem cerca de 26g de proteína por 100g, tornando a spirulina uma alternativa impressionante. Além da proteína, esta microalga é rica em aminoácidos essenciais, betacaroteno, clorofila, fibra, vitaminas e minerais, que contribuem para a manutenção da saúde e bem-estar.

Um dos benefícios mais notáveis da spirulina é também a sua excelente biodisponibilidade. Ao contrário de muitas outras fontes vegetais, a parede celular da spirulina é composta por mucopolissacarídeos, em vez de celulose, o que facilita a digestão e a rápida assimilação dos seus nutrientes pelo organismo humano. Esta característica torna a spirulina um suplemento altamente eficiente para melhorar a nutrição e reforçar o sistema imunológico.

A spirulina também é conhecida por conter ácido gama-linolênico (GLA), um ácido gordo ómega-6 raramente encontrado em outros alimentos. O GLA desempenha um papel crucial na saúde do cérebro, desenvolvimento ósseo, regulação do metabolismo e saúde reprodutiva. Além disso, a fitocianina, um fitoquímico que confere à spirulina a sua cor azulada, tem sido associada ao fortalecimento do sistema imunológico, saúde do coração e formação de células sanguíneas, como se pode ler no site Tua Saúde. https://www.tuasaude.com/spirulina/

Para aqueles que procuram controlar o peso, a spirulina pode ser um aliado valioso. Estudos indicam que esta alga ajuda a manter a sensação de saciedade e pode inibir parcialmente a digestão do amido, resultando em uma menor absorção calórica. A sua alta concentração de proteína e fibras também contribui para a saciedade, tornando-a útil em dietas para perda de peso sem comprometer a massa muscular.

Em Portugal, a spirulina está amplamente disponível em diversas formas, como pó, comprimidos e cápsulas. Pode ser facilmente incorporada na dieta diária, adicionada a batidos, sumos, papas ou até em receitas como massas e smoothies detox, como recomenda a nutricionista Joana Bernardo, do Hospital dos Lusíadas.

Produtos de marcas como Vida Celeiro, Iswari e Solgar são algumas das opções disponíveis no mercado, permitindo aos consumidores beneficiar dos inúmeros efeitos positivos desta microalga.

RELACIONADOS
Mais Lidas