Facebook Instagram

"Vi que era a pior pessoa do mundo." Guilherme de Pádua pediu perdão em vídeo antes de morrer

O ex-ator Guilherme de Pádua, que tinha 53 anos, morreu no domingo na sequência de um enfarte. O antigo ator chocou o Brasil e o mundo depois de ter assassinado brutalmente a atriz Daniella Perez, em 1992.

Fonte: IOL
7 nov, 11:44

Três meses antes de morrer, ou seja, em agosto deste ano, o homicida gravou um vídeo a pedir perdão à família da atriz, o que gerou polémica e muitas críticas. "Talvez nunca vá ter uma oportunidade real de pedir perdão", disse nesta mensagem, dirigindo-se de seguida à mãe de Daniella e a Raul Gazolla, o ator que era casado há dois anos com a vítima quando ocorreu o crime.  "Eu já fui uma pessoa normal, e eu sei a diferença entre alguém que não cometeu um crime e o que eu me tornei depois de cometer", declarou Guilherme de Pádua. 

Guilherme de Pádua vivia atualmente em Belo Horizonte e era pastor da Igreja Batista da Lagoinha, depois de ter cumprido pena de prisão pelo crime de homicídio, pelo qual foi condenado a 19 anos e seis meses de pena.

O antigo ator contracenava com Daniella Perez (que hoje teria 52 anos) na novela da Globo 'De Corpo e Alma', que era escrita pela mãe da atriz, Gloria Perez. Foi com a ajuda da mulher da época, Paula Thomaz, que consumou o brutal homicídio. Também esta mulher, com quem teve um filho, foi condenada a pena de prisão.

Veja aqui o vídeo do pedido de perdão:

O caso nunca caiu em esquecimento e este ano estreou na HBO o documentário 'Pacto Brutal', que aborda o que aconteceu no fatídico dia do crime e que traz testemunhos inéditos de familiares e amigos. O filme ainda não está disponível em Portugal.

Veja aqui o trailer:

LEIA MAIS NO SITE DA SELFIE

RELACIONADOS
Mais Lidas