Facebook Instagram

EUA: Detido suspeito no caso dos jovens assassinados em residência universitária. Homem diz estar “chocado”

O suspeito é um aluno de doutoramento em Justiça Criminal. Tem 28 anos

Fonte: IOL

Foi detido um homem de 28 anos suspeito de ser o autor do homicídio de quatro jovens estudantes da Universidade de Idaho, brutalmente esfaqueados até à morte durante a noite dentro de uma casa onde residiam vários alunos universitários.

O suspeito é um aluno de doutoramento em Justiça Criminal, noticiou a AP. Trata-se de Bryan Christopher Kohberger e, segundo anunciaram as autoridades, a detenção surge depois de o seu ADN ter coincidido com material genético recolhido durante a investigação.

A polícia chegou até ao suspeito, seguindo a pista do Hyundai Elantra branco, automóvel que tinha sido visto junto à casa das vítimas. Trata-se do carro de Kohberger, no qual atravessou o país para passar o natal em casa dos pais, no estado da Pensilvânia.

Entretanto, o advogado oficioso que representa o suspeito diz que este está “chocado” com as acusações e que espera ser “libertado”, escreve hoje a CNN. 

Devido à legislação do estado do Idaho, a declaração de causa provável não pode ser tornada pública até que o suspeito seja presente a tribunal. Até agora, não se sabem quaisquer detalhes sobre a existência de algum tipo de ligação de Bryan Kohberger com as vítimas.

Sabe-se apenas que o suspeito está registado como sendo estudante do Departamento de Justiça Criminal e Criminologia da Washington State University, de acordo com o site da universidade, que fica a cerca de 13 quilómetros da residência onde os crimes hediondos foram cometidos.

As vítimas foram brutalmente esfaqueadas até à morte na madrugada de 13 de novembro. Até agora, não havia suspeitos e continua sem saber-se a motivação do crime nem por que sobreviveram duas das colegas residentes na mesma casa, que estariam no andar de baixo à aquele em que foram cometidos os crimes. Passaram-se sete semanas sem qualquer detenção, apesar de o caso ter motivado mais de 300 entrevistas e a investigação de cerca de 20 mil pistas.

Kaylee Gonçalves e Madison Mogen, ambas com 21 anos, Xana Kernodle, com 20 anos, e o namorado desta, Ethan Chapin, também com 20 anos, são as vítimas de uma cena de violência extrema que chocou as próprias autoridades que investigam o caso.

RELACIONADOS
Mais Lidas