Facebook Instagram

Oito jovens foram arrastados por onda na Praia da Lagoa. Uma pessoa está desaparecida

Os oito jovens arrastados hoje por uma onda na Praia da Lagoa, um dos desaparecido, são todos militares do Exército em formação na Escola dos Serviço da Póvoa de Varzim, segundo a Autoridade Marítima Nacional (AMN).

Fonte: Agência Lusa
25 nov, 09:51

Em comunicado, a AMN adianta que os sete militares, que saíram do mar pelo próprio pé, foram transportados para uma unidade hospitalar pelos Bombeiros Voluntários da Póvoa de Varzim e uma jovem com cerca de 20 anos encontra-se desaparecida no mar.

Os elementos do Comando local da Polícia Marítima, da Capitania do Porto e da Estação Salva-vidas da Póvoa de Varzim estão a fazer buscas pela jovem.

A AMN refere que o alerta foi recebido pelas 04:00 através do Centro de Coordenação de Busca e Salvamento Marítimo de Lisboa (MRCC Lisboa) a dar conta que uma pessoa se encontrava desaparecida na praia da Lagoa, tendo sido ativados para o local os elementos da Polícia Marítima, militares da Capitania e da Estação Salva-vidas da Póvoa de Varzim.

Para o local deslocaram-se também os Bombeiros Voluntários da Póvoa de Varzim e foi ativada uma aeronave da Força Aérea Portuguesa para participar nas buscas.

A AMN adianta que a jovem acompanhada por mais sete pessoas, todos miliares em formação na Escola dos Serviços da Póvoa de Varzim, encontrava-se junto à linha de água.

As operações de busca estão a ser coordenadas pelo Capitão do Porto e Comandante local da Polícia Marítima da Póvoa de Varzim e Vila do Conde.

O capitão do Porto e Comandante local, Ferreira Teles, disse esta manhã à Lusa que as buscas estão a ser feitos por terra e por um helicóptero.

“Em breve e, apesar de a barra estar fechada devido à agitação marítima, vamos contar também com uma embarcação”, disse, na altura.

Toda a costa marítima de Portugal continental está sob aviso amarelo, do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) devido à forte agitação marítima.

RELACIONADOS
Mais Lidas