Facebook Instagram

Ela foi a última a despedir-se da rainha Isabel II… duas vezes: “Senti muito orgulho e muita honra”

Houve quem tenha esperado horas na fila e não tenha conseguido ver a urna da monarca. Falam em "revolta" e "desinformação"

CNN Portugal
19 set, 10:31
19 set, 10:31

Chrissy Heerey foi a última pessoa a despedir-se da rainha de Inglaterra no Westminster Hall, na madrugada desta segunda-feira. E fê-lo duas vezes. Passou pelo caixão da rainha Isabel II pela primeira vez às 01:15, mas diz que sentiu que “precisava de passar novamente”. Assim, voltou para a fila e alinhou-se para repetir a homenagem.

“Senti-me muito orgulhosa por estar ali e muito honrada por ter tido o privilégio de poder passar uma segunda vez e, obviamente, por ser a última pessoa”, disse Chrissy, em declarações à Sky News.

Chrissy Heerey, de High Wycombe, Buckinghamshire, serviu a Força Aérea britânica e garante que isso lhe traz um orgulho acrescido: “Jurei a minha lealdade à rainha e sinto-me muito orgulhosa de estar na Força Aérea e ser um de seus súbditos". Fala de “uma senhora incrível, que nunca será substituída”.

Chrissy esteve 14 horas na fila para ver o caixão da rainha, depois de uma viagem propositada a Londres para o funeral real.

O Westminster Hall encerrou portas às 06:30, deixando muita gente de fora, sem conseguir prestar homenagem a Isabel II. Quem perdeu, por pouco, a oportunidade de se despedir da monarca não escondia a revolta e garante que recebeu “falsas esperanças” de que o poderia fazer.

Queixam-se de desinformação: "Fomos enviados de um ponto a outro, vivendo da falsa esperança de que pudessem deixar-nos entrar. A certa altura disseram que iam abrir os portões, mas não abriram. Não houve nenhuma empatia por parte dos organizadores", queixa-se Pauline Pearce, que esperou sete horas na fila e não conseguiu ver o caixão. 

Mais Lidas