Facebook Instagram

Cidade do Surf pode estar a chegar a Portugal. Piscina de ondas artificiais destina-se a atletas e a famílias em lazer

Parque temático terá escolas de surf, espaços de lazer, hotel, lojas e restaurantes

O Turismo de Portugal e a Câmara do Seixal deram luz verde prévia ao projeto ‘Surf City Lisbon', que pretende trazer para Portugal a primeira piscina de ondas artificiais nas quais se pode praticar surf, mas que será também um espaço de lazer aberto a todos. Para a concretização desta 'cidade do surf' falta agora a avaliação de impacto ambiental. Classificada como projeto de Investimento Urbanístico e Turístico Sustentável, a ‘Surf City Lisbon’ pretende assumir-se como um polo de atração do país para praticantes da modalidade e também de visitantes nacionais.

“Além de oferecer algumas das melhores condições de surf no mundo, o parque temático estará equipado com uma variedade de instalações tais como, escolas de surf, centros de treino de alto rendimento, hotel, beach club, clínica médica, lojas, espaços culturais, áreas de lazer, restaurantes e bares”, pode ler-se no site promotor do projeto.

Associada ainda a esta mini-cidade do surf, o plano passa por criar uma área urbana com cerca de 700 residências, um parque urbano equipado para atividades lúdicas e desportivas ao ar livre, trazendo àquele local um “polo urbano, único e exclusivo, em redor da temática do Surf, em cumprimento dos objetivos da Agenda 2030”.

O Surf City Lisbon é “um ambicioso projeto multinacional que visa estabelecer Portugal como uma referência mundial no cenário das ondas de surf artificiais. Ele representa um marco histórico no desenvolvimento do surf em Portugal, solidificando o país como um destino de excelência para os amantes deste emocionante desporto”, pode ainda ler-se no site.

De acordo com o plano dos promotores, além de oferecer algumas das melhores condições de surf do mundo, o parque temático estará equipado com diversas instalações como escolas de surf, centros de treino de alto rendimento, hotel, clube de praia, centro médico, lojas, centro cultural espaços, áreas de lazer, restaurantes e bares.

Câmara do Seixal acredita que Surf City será um projeto de "excelência que marcará o concelho, a região e o país"

Em declarações ao IOL, fonte oficial da Câmara Municipal do Seixal confirma a apresentação do plano. "O projeto Surf City, no Seixal, foi efetivamente apresentado à Câmara Municipal do Seixal tendo sido dada a conhecer a localização, o conceito e os principais objetivos. Pretende ser um "parque temático" dedicado à prática recreativa e de competição do surf com uma dupla componente: de lazer e de treino”, explicou o gabinete de relações públicas da autarquia.

“No mesmo espaço será possível uma família estar a aproveitar a piscina de ondas para relaxar e como divertimento e noutro local da mesma piscina estarem atletas e amantes do surf a treinar. Será possível criar vários tipos de ondas para os fins que se pretender. O projeto para além da piscina de ondas, que será o centro da atração, prevê uma unidade hoteleira, zonas comerciais e de descanso e lazer”, explica ainda a autarquia.

O terreno para este projeto situa-se em Vale de Milhaços, na freguesia de Corroios, e o projeto já recebeu a classificação de Projeto de Potencial Interesse Nacional (PIN) pelo Turismo de Portugal. “Tal classificação foi atribuída pela Comissão Permanente de Apoio ao Investidor, tendo todas as entidades com competência para emitir parecer, concordado com o interesse e potencialidade de desenvolvimento do projeto apresentado”, refere fonte oficial da autarquia, sublinhando que a execução deste projeto está ainda condicionada à Avaliação de Impacto Ambiental.

“A Câmara Municipal do Seixal acompanha todos os potenciais investimentos no Concelho que possam criar postos de trabalho, gerar riqueza e qualificar o território. Neste caso em concreto a Autarquia acredita que, a concretizar-se, este será um projeto distintivo, de excelência e que marcará o concelho, a região e o país”, refere ainda a autarquia em resposta enviada ao IOL.

RELACIONADOS
Mais Lidas