"Esta aldeia é uma joia escondida." Localidade portuguesa destacada na imprensa internacional

“Esta aldeia costeira em Portugal é uma jóia escondida.” É assim que a revista norte-americana Travel and Leisure se refere às Azenhas do Mar, no concelho de Sintra, num artigo inteiramente dedicado à povocação que foi considerada preciosa pelas suas praias, arquitetura e silêncio.

Fonte: IOL
16 set, 12:18

“Localizada a menos de uma hora de Lisboa, Azenhas do Mar é uma deslumbrante localidade costeira com apenas cerca de 800 habitantes. Está situada no topo de uma falésia à beira-mar, com casas brancas que exalam um toque grego”, começa por descrever o artigo.

A publicação especializada em viagens recomenda aos visitantes da aldeia que, antes de entrarem, parem no miradouro para ter uma visão da “joia portuguesa”. “Se o dia estiver quente e o mar calmo, é uma tentação tomar banho na piscina natural que fica na base da parede rochosa, alegadamente esculpida em meados do século XX”, explica o artigo. Mas ressalva: “Quando a maré está alta, a piscina fica invisível, e vemos apenas as ondas a bater contra a falésia imensa”.

A paisagem das Azenhas do Mar é “como um postal, ainda desconhecido de muitos estrangeiros, mas popular entre os portugueses, tanto que serviu de inspiração a escritores de renome como José Saramago, Prémio Nobel da Literatura. O local é perfeito para uma escapadela relaxante, para sentir e ouvir a energia do mar, longe das multidões”, recomenda o mesmo artigo.

Claro que quando se fala em visitas em Portugal, a gastronomia não pode passar despercebida. A revista recomenda o restaurante ao lado da piscina oceânica encravado na rocha e com lugares com vista sobre o mar.

O artigo destaca ainda como é fascinante passear pela aldeia e observar a sua arquitetura, concluindo que as Azenhas do Mar “são um local pitoresco, ideal para relaxar, apreciar as bonitas paisagens, apreciar o silêncio e visitar sem pressa. É ainda possível pernoitar numa das casas da aldeia, disponíveis em sites específicos para alugueres sazonais.”

“Se estiver no centro histórico (Sintra), uma viagem até às Azenhas demora entre 15 e 20 minutos de autocarro; também é possível visitar o famoso Cabo da Roca, o ponto mais ocidental da Europa continental , no mesmo dia”, sugere ainda a publicação.

RELACIONADOS
Mais Lidas