Facebook Instagram

OPINIÃO | Big Brother: a mensagem não chegou ao destino

Gostava de ver a Patrícia a ser expulsa, mas pelos portugueses

Fonte: Fábio Belo
Patrícia em lágrimas: «Eu não sou maldosa nem perigosa»
Patrícia em lágrimas: «Eu não sou maldosa nem perigosa»

A gala de ontem foi uma verdadeira salada russa, ou melhor, uma verdadeira salada de emoções. A desistência da Patrícia, as mensagens dos comentadores e o dilema do Miguel marcaram a noite de ontem.

Logo no início da gala a Patrícia desistiu do jogo e abandonou a casa mais vigiada do país. Tivemos uma Patrícia que se colou ao Miguel para ir longe no jogo. Uma Patricia controladora e manipuladora. Uma Patricia que não soube jogar. A Patricia mexia com a casa, sim, mas não era uma boa jogadora. E deixem que vos diga, que não gosto de concorrentes que desistem. Concorrentes que não sabem aproveitar a oportunidade que lhes foi dada entre milhares de candidatos. É um desrespeito pelo público. Pelo programa. Gostava de ver a Patrícia a ser expulsa, mas pelos portugueses.

O Flávio e a Marta, os comentadores residentes das galas, tiveram a oportunidade de dizerem a cada um dos concorrentes os que acham do jogo deles. Acho que os moradores da casa mais vigiada do país vão andar ali dois ou três diazinhos a pensar no que lhe foi dito. Mas, há sempre um mas, e os concorrentes não perceberam o que lhes foi dito. Receberam dicas de ouro.

O Miguel foi escolhido finalista desta edição pelos outros concorrentes. Por isso teve o dilema de escolher uma, de duas caixas. Numa caixa estava o passaporte para a final, e na outra uma nomeação direta. O Miguel escolheu a caixa errada e saiu-lhe na rifa uma nomeação direta. Mas, deixem-me que vos diga que o Miguel já está na final e vai ser o grande vencedor desta edição. É o melhor concorrente de sempre de um reality show em Portugal. E tem uma legião de fãs, como ainda nunca houve no reality no nosso país.

Isto é o Big Brother, uma verdadeira salada de emoções. Uma verdadeira tempestade.

RELACIONADOS
Mais Lidas