Facebook Instagram

Massa de ar polar 'devolve' a Portugal o frio típico desta época do ano

“Apesar da descida, as temperaturas estão dentro da média para esta altura do ano", explica IPMA

Agência Lusa
21 nov, 10:13

Depois de semanas com temperaturas muito acima da média, Portugal continental vai registar a partir de hoje máximas e mínimas típicas para o mês de novembro devido a uma massa de ar polar, segundo a meteorologista Maria João Frada.

Em declarações à agência Lusa, a meteorologista do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) indicou que as temperaturas vão descer significativamente hoje na ordem dos 3 a 5/6 graus ou até 7 graus em alguns locais do continente, relativamente a segunda-feira.

“Apesar da descida, as temperaturas estão dentro da média para esta altura do ano. O que têm estado é muito acima da média até 19 de novembro. Para hoje estão previstas máximas a rondar os 13 a 14/15 graus e mínimas entre 1 e 5 graus no interior, 0 graus nos locais mais abrigados e no restante território entre 6 a 12 graus ”, disse.

De acordo com Maria João Frada, esta descida da temperatura está associada a um fluxo de norte que transporta uma massa de ar polar na circulação do anticiclone relativamente intenso que está a oeste/sudoeste das Ilhas Britânicas.

“Essa massa além de ser mais fria e responsável pela descida das temperaturas traz também vento associado. Apesar de as temperaturas estarem dentro da média para a época, o vento vai dar sensação de frio”, disse.

Segundo a meteorologista do IPMA, na quarta-feira está prevista nova descida de 2 a 3 graus das temperaturas, diminuição do vento e noites frias.

“Para os próximos dias, o frio vai manter-se e não está prevista precipitação pelo menos até ao fim de semana”, disse.

RELACIONADOS
Mais Lidas